Folha do Comércio

Você está aqui: Minas Gerais Capital Carnaval de Belo Horizonte terá circuito gastronômico

Carnaval de Belo Horizonte terá circuito gastronômico

 

Postado em 19-01-18 às 12h22

Carnaval Gastrô aproveita as festividades para exaltar a culinária mineira

A cadeia produtiva de Belo Horizonte está atenta ao crescimento do Carnaval. Com previsão de 3,6 milhões de foliões na cidade durante a festa, quase 40 bares e restaurantes se uniram para a realização de um circuito gastronômico. A ideia do Carnaval Gastrô é aproveitar a grande movimentação de turistas e belo-horizontinos no período momesco para promover a culinária mineira – um dos principais atrativos turísticos da cidade – e, com isso, impulsionar seus negócios.

“Bares e restaurantes costumavam fechar as portas na sexta-feira que precede o Carnaval pra só abrir após a Quarta-feira de Cinzas; hoje isso mudou”, afirma Ricardo Rodrigues, presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel-MG). O Carnaval Gastrô reúne 38 estabelecimentos, que oferecem pratos e petiscos a preços especiais no período carnavalesco. O projeto é da Abrasel em parceria com a Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Belotur.

Márcia Nunes, proprietária do restaurante Dona Lucinha (matriz), que participa do festival com o prato ‘Cocoricó’, resume essa mudança de mentalidade no setor: “O Carnaval de três anos atrás foi um divisor de águas. Até então toda a equipe do restaurante ficava resistente em abrir, pois não havia movimento. De repente, tudo mudou: hoje a gente espera pelo Carnaval. A expectativa é positiva”. Para 2018 a projeção é de um aumento ainda maior no fluxo de clientes, impulsionado pelo crescente número de turistas na cidade no período. “Quem vem de fora quer conhecer a comida mineira, nós temos um movimento muito grande de turistas no Carnaval”, explica Márcia.

A aposta dos bares e restaurantes participantes do projeto é o grande público levado pelos blocos de rua. É o caso do Köbes Bar, no Santa Tereza, que vai servir o ‘Chicken Uai’: “Até três anos eu fechava o bar”, diz o proprietário Gustavo Alves. “Foi quando os blocos começaram a movimentar o bairro que passei a funcionar durante o Carnaval”. Com a mesma proposta, o Chef Túlio, também no Santa Tereza, apresenta o ‘Mexidão Carnaval’, para repor as energias dos foliões.

Localizado no Prado, o Agosto Butiquim adota uma estratégia diferente: “A gente tem uma ligação forte com o Carnaval, desde 2007, 2008... Já fizemos concursos de fantasias, concurso de Carmen Miranda, mas estamos longe da maioria dos blocos, então promovemos música ao vivo no sábado de Carnaval para buscar um público que quer uma folia mais tranquila”, explica o sócio-proprietário, Lucas Brandão, que participa com o prato Sereno do Serro.

Criatividade

Para atrair os foliões, alguns estabelecimentos usaram a criatividade para nomear seus pratos. O Assacabrasa batizou seu ‘tropeirinho com lombo e torresmo’ de ‘Grêmio Recreativo Escola de Samba Unidos do Feijão’. A Pizzaria Parada do Cardoso homenageou a escola de samba carioca Imperatriz Leopoldinense e vai servir a Pizza Imperial. Já a Choperia Redentor oferece o Jabá Porta-Bandeira.

Carnaval de Belo Horizonte 2018

O Carnaval de Belo Horizonte, que acontece oficialmente do dia 27 de janeiro a 18 de fevereiro, se tornou um dos mais surpreendentes do país. Para este ano, a expectativa é de 3,6 milhões de foliões, 20% a mais que em 2017.  Para se ter uma ideia, serão cerca de 480 blocos de rua com 550 desfiles.

Entre as novidades estão os nove palcos oficiais distribuídos entre as regionais, descentralizando ainda mais a programação na cidade. Além disso, melhorias estruturais acontecerão na Avenida Afonso Pena para o desfile das escolas de sambas e blocos caricatos. Pela primeira vez na história da cidade, a avenida será pintada de branco para valorizar as fantasias e adereços, assim como acontece nos sambódromos. No local será instalado ainda um cronômetro para a contagem do tempo dos desfiles.

A festa momesca em Belo Horizonte tem o patrocínio da Skol, parceira há cinco anos na folia da capital, e da Uber, nova incentivadora do Carnaval.


SERVIÇO

Carnaval Gastrô

De 21 de janeiro a 18 de fevereiro.

Preços variam entre R$ 10 e R$ 59.