Folha do Comércio

Você está aqui: Vale do Aço

Setor de urgência e emergência recebe reforço de oito médicos em Ipatinga

A Prefeitura de Ipatinga promoveu, na tarde de quarta-feira,09, o Curso Introdutório (FOTO)para os novos servidores médicos aprovados no Concurso Público 01/2016. Eles atuarão nos setores de urgência e emergência da rede pública de Saúde. Com isso, os usuários passarão a contar com oito novos profissionais, das áreas de pediatria e clínica médica, que irão contribuir para a melhoria significativa no atendimento prestado no Hospital Municipal Eliane Martins, no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e na Unidade de Pronto Atendimento (UPA - 24 Horas).




Fiemg reúne empresários e contadores

- Encontro discutiu as novas práticas contábeis -

Empresários e contadores reuniram-se nesta quinta-feira, 10/08, na Fiemg Regional Vale do Aço para o “Encontro de Contadores com Empresários Mineiros” promovido pela entidade, por meio da Assessoria de Relações Sindicais – ARS.

Wantuir Caires, gerente da Fiemg Regional Vale do Aço, destacou a importância do empresário estar alinhado ao trabalho do contador e agradeceu a parceria e apoio do Sebrae-MG, da Federação dos Contabilistas de Minas Gerais –Fecon, do Conselho Regional de Contabilidade de Minas Gerais – CRC-MG e do Sindicato dos Contabilistas do Vale do Aço - Sindcont.

Durante o encontro, o professor, Adilson Torres, apresentou e orientou quanto as demonstrações contábeis e  atualização das novas normas contábeis e fiscais.

“Os relatórios de demonstração contábil são de suma importância e de responsabilidade tanto do contador, quanto do empresário. O empresário precisa estar atento aos relatórios exigidos pelo código civil, pois eles abrem portas para novos investidores, para portadores de capital, além de aumentar o acesso ao crédito”, explicou.

Torres pontuou ainda que a contabilidade brasileira se adequará ao padrão internacional. "As empresas que não se adequarem,  serão penalizadas civil, penal e criminalmente".

Para o professor a mudança é positiva. " A implantação do padrão internacional representa um avanço dentro do sistema financeiro, principalmente nessa construção de um novo cenário no ambiente empresarial. A medida fará com que as empresas de capital aberto brasileiras falem a mesma língua das outras organizações mundiais que já adotaram este padrão e ganharam respeitabilidade dentro do conceito de facilidade de acesso aos dados e clareza das operações”.

Mais informações através do site www.cfc.org.br

 

População em situação de rua participa de “Roda de Conversa” em Ipatinga

Na manhã desta quinta-feira,10, aconteceu na unidade do Centro de Referência Especializado para a População em Situação de Rua (Centro Pop) a “Roda de Conversa Centro Pop”, direcionada ao público-alvo do organismo. Pessoas em situação de rua foram esclarecidas sobre o funcionamento do equipamento oferecido pela Secretaria de Assistência Social de Ipatinga.

O encontro teve a presença de 30 pessoas(FOTO), sendo 25 delas as que mais frequentam o local e as cinco outras, migrantes. A ideia é que esta conversa passe a ser semanal, a partir de agora.

A diretora do Departamento de Proteção Social Especial da Secretaria de Assistência Social da Prefeitura de Ipatinga, Cláudia Castro, observa que o aumento da população de rua se agravou com a crise econômica do país, constituindo-se hoje num fenômeno desafiador. Ela lembra que os direitos desse público são previstos no Decreto 7.053, de 23 de dezembro de 2009, que institui a Política Nacional para a População em Situação de Rua.

 

REALIDADE ATUAL

 

A diretora revela que a realidade atual das pessoas em situação de rua em Ipatinga vem sendo levantada em um Diagnóstico que deve ser finalizado em breve pela Polícia Militar, com apoio da Secretaria de Assistência Social. Mas já adianta que 80% deste público é do sexo masculino e a maioria em idade laboral entre 20 e 40 anos.

Ainda, têm baixa escolaridade e a grande parte faz uso de álcool e outras substâncias alucinógenas.

“A política de assistência não permite a retirada compulsória do morador de rua da situação em que ele se encontra. O trabalho é realizado com a perspectiva de emancipar a pessoa, respeitando a sua individualidade. A decisão de sair da rua é tomada de forma voluntária, e aqui nós os incentivamos a isso”, comenta Cláudia.

Atualmente existem na cidade 12 famílias que viveram em situação de rua e estão sendo acompanhadas pela Secretaria Municipal de Assistência Social numa fase de adaptação em núcleos residentes.

“A realização desta primeira reunião é um avanço, já que este é um público que não tem rotina estabelecida. Eles estão sendo incentivados a resgatar os vínculos sociais e familiares. E para isso recebem todo o nosso apoio, com um tratamento humanizado e respeitoso”, finaliza o secretário de Assistência Social, José Osmir de Castro.

 

SERVIÇOS

 

O Centro Pop de Ipatinga oferece, entre os inúmeros serviços, o incentivo à reinserção familiar e/ou comunitária, encaminhamento para a área da saúde, espaço para banho e lavanderia, atendimento interdisciplinar com psicólogos e assistentes sociais.

Também é feita a guarda de pertences.

O auxílio para a retirada da 2ª via de documentação também é oferecido, assim como aos migrantes são fornecidas as passagens rodoviárias para a cidade de destino.

A unidade também é utilizada como endereço de referência para cadastro em programas sociais, de transferência de renda e entrevistas de emprego.

 

Robô auxilia no diagnóstico de sepse no HMC

- Aplicativo indica quais os pacientes com possibilidade de desenvolver infecção generalizada, reduzindo morbidade e mortalidade por sepse -

 

O Hospital Márcio Cunha (HMC) é o segundo do país a implantar o Robô Laura, ferramenta que auxilia a equipe multidisciplinar - grupo composto por profissionais que atuam em diferentes áreas da saúde - no diagnóstico de sepse. A síndrome surge como resposta do organismo a um quadro médico e é comumente conhecida por “infecção generalizada”, podendo causar falência de múltiplos órgãos.

Trata-se do primeiro robô cognitivo no gerenciamento de risco assistencial e que faz parte da meta “Salvar Vidas”, da equipe Laura Networks. Por meio da leitura de exames e dados vitais, em tempo real e de forma sistêmica, o Laura avalia o estado de saúde do paciente, identificando os primeiros sintomas de sepse. Caso positivo, ele emite alarmes para a equipe multidisciplinar de forma rápida, precisa e segura.

No HMC, o objetivo é reduzir a morbidade e mortalidade pela síndrome em pacientes hospitalizados. De acordo com dados do Instituto Latino Americano da Sepse (ILAS), 600 brasileiros morrem todos os dias por sepse.

Para o superintendente Geral de Hospitais da FSFX, Mauro Oscar Soares de Souza Lima, “a área da saúde precisa acompanhar outros setores do desenvolvimento humano, a exemplo da Tecnologia da Informação, utilizando novas ferramentas para cuidar da vida”. A opinião é compartilhada pela coordenadora de Segurança Assistencial, Ensino e Pesquisa, Vivian Ribeiro Miranda. “o Robô Laura é uma tecnologia muito bem-vinda, porque facilita o trabalho de médicos e possibilita tratar mais pacientes”, explica.

No final de julho, o hospital realizou treinamento especial para os colaboradores e parceiros envolvidos na implantação do Robô. A atualização foi realizada pelo analista de Sistemas, Jacson Fressato, criador do projeto “Sonho de Laura”, em homenagem à sua filha, que morreu aos 18 dias de vida vítima de infecção. “Informação é um tesouro, matéria prima da solução. Nesta fase do projeto, que chamamos de “Evangelização”, é importante envolver todos do hospital e ensinar como funciona o Laura. Para que todos possam contribuir para salvar-vidas”, finaliza.

Bosque da Acesita recebe Encontro Solidário de Beer & Food Truck

Após estacionar em Ipatinga, a próxima parada do 1º Encontro Solidário de Beer & Food Truck é no Bosque da Fundação Aperam Acesita. No sábado,12, e domingo, 13, das 15h às 23h, o espaço será palco de shows e abrigará uma praça de alimentação com mais de 20 trucks de comidas e cervejas artesanais, além de um espaço kids com brinquedos e monitores.

As melhores alternativas gastronômicas vão integrar o menu do evento, recheado com pizzas de vários sabores, humbúrgueres artesanais, massas, costela no bafo, entre outras opções. Para quem aprecia um chopp gelado, o evento irá contar com as marcas Backer, Krug, Wals, Kud, Botocudos, Villa Alemã, Ashby, Cartoon, Pub e Bautzen Bier. As 50 primeiras pessoas que chegarem ao evento serão presenteadas com um chopp.

Shows com as bandas Choro do Vale, Rock Top, La Minga, Roda de Viola, Camaro e Bruta Flor estão na programação do evento.

O 1º Encontro Solidário de Beer & Food Truck em Timóteo é uma realização da Fundação Aperam Acesita e da produtora Trem Mineiro. Os ingressos serão vendidos na portaria a R$5, e crianças até 10 anos não pagam. Para as 50 primeiras pessoas que chegarem ao evento, por dia, a entrada será gratuita. A bilheteria será revertida para projetos sociais de Timóteo.  Para o proprietário da produtora Trem Mineiro, Thiago Valadares, o objetivo do encontro, além de ajudar iniciativas sociais do Vale do Aço, é fomentar o turismo e o desenvolvimento econômico da região. “Já realizamos aqui na região duas edições desse evento. Essa será a terceira no Vale do Aço, e a primeira aqui em Timóteo. Nas duas primeiras edições, conseguimos arrecadar mais de oito toneladas de alimentos para serem distribuídos aqui na região. Pra gente, realizar um evento e obter esses resultados é muito gratificante”.

Segundo o presidente da Fundação Aperam Acesita, Venilson Vitorino, esta é mais uma oportunidade de lazer e entretenimento para população de Timóteo e região, além contribuir com projetos sociais do município. “Mais uma vez, a Fundação promove um evento que vai de encontro com a nossa missão de fomentar iniciativas comunitárias e projetos sociais de forma a torná-los sustentáveis.”

Estagiários da UTI terminam estudo no HMU

Os primeiros estagiários do Hospital Metropolitano Unimed terminaram as aulas na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) na última semana. Os alunos do oitavo período da Faculdade de Medicina do Vale do Aço (UNIVAÇO), Otávio Silva Salles Barbosa e Ryan Costa Duarte acompanharam as rotinas da UTI por 20 dias sob a supervisão do coordenador da UTI da Unimed Vale do Aço, Dr Norberto de Sá Neto. O estágio teve duração de 120 horas.

De acordo com o médico, o período de estudo foi muito proveitoso. Foi um estágio piloto, nunca tínhamos aberto o hospital oficialmente para acadêmicos. Os alunos foram escolhidos por meio de um processo seletivo na faculdade e iniciaram o estágio. E o projeto era que eles acompanhassem a rotina da UTI e conhecessem os outros setores do hospital. E o que posso dizer é que os alunos tiveram um bom aproveitamento, discutiram os casos, participaram da nossa rotina, da corrida de leito e acompanharam todos os procedimentos realizados nos pacientes da UTI, explicou o coordenador da UTI.

 

APRENDIZADO

 

E o feedback dos alunos sobre o estágio também foi positivo. Os alunos me relataram terem ficado muito satisfeitos e acho que o grande detalhe que o hospital oferece é a diferença na rotina e no tratamento que é feito com os pacientes. Pois é diferente do que os alunos estão acostumados a vivenciar em hospitais públicos. Porque no HMU o paciente tem acesso a uma tecnologia acima da média, então eles viram como funciona esses rol de equipamentos e materiais no nosso hospital, informou Dr Noberto.

De acordo com os estudantes de medicina, desde o momento da aprovação para o estágio, eles viveram uma grande expectativa. Sem sombra de dúvidas, nossos anseios foram superados. Fomos muito bem recebidos por toda equipe do HMU, que nos acompanhou em toda nossa estadia. Nunca tínhamos tido contato com o ambiente da UTI e obtivemos experiências que sem dúvidas vamos levar por toda vida profissional, inclusive os princípios do cooperativismo, muito bem praticado na instituição. Só temos a agradecer a todos os cooperados, principalmente ao Dr. Norberto, idealizador do estágio, à equipe da UTI e aos membros do Núcleo de Desenvolvimento Humano pela organização e apoio, afirmou o aluno Ryann Costa Duarte.

 

PRÓXIMO

 

Toda a organização do estágio e o encaminhamento dos alunos foram feitos pelo Núcleo de Desenvolvimento Humano (NDH). Esse primeiro grupo faz parte de um projeto de educação médica continuada que foi implantando na UTI. Inicialmente foi focado em apenas uma área, pois queremos aprender como se faz estágio, fazer esse contato com a faculdade e com os alunos. E dando certo vamos realizar estágio também em outras áreas, afirmou o coordenador do NDH, Dr Paulo Henrique Lemos.

De acordo com Dr Norberto de Sá Neto, ainda durante o período de estágio na UTI, outros médicos o procuraram interessados em receber estagiários em outras áreas do HMU. O bloco já me procurou para saber como funciona o estágio e a oncologia também. Inclusive durante o estágio a Ana Carolina e o Dr Alfredo da oncologia me procuraram para saber como que aconteceu o processo e como é feito. Então criamos uma porta de entrada para outras áreas que estão querendo também pleitear estágios, contou.

E ainda segundo Dr Norberto, para o final do ano já está previsto mais um estágio na UTI. A partir de agora vai abrir uma brecha para no final do ano fazermos um estágio com um período maior e já estamos pensando em um estágio multidisciplinar, com estudantes de medicina, fisioterapia, enfermagem e psicologia. Todas essas as áreas na UTI para discutirmos também, porque na verdade o que queremos é formar uma estrutura para receber esses alunos, sempre pensando na educação e no que podemos fazer de melhor para esses acadêmicos, concluiu o coordenador da UTI.

Artesãs expõem trabalhos na PMI

Teve início na quarta-feira,09, mais uma exposição de artesãs do município. Elas exibem seus trabalhos diante do prédio da Prefeitura de Ipatinga, na Praça dos Três Poderes. Os interessados devem se apressar, porque o evento, embora repetido por todo o semestre, acontece somente durante três dias a cada mês.

Neste mês de agosto, os produtos estão expostos entre os dias 9 e 11, de 10h às 18h. Há muitas opções para os compradores, desde roupas infantis a panos de prato bordados, bolsas e tapetes, entre outros enfeites.

As barracas montadas são do grupo Artes de Mulheres, do bairro Canaãzinho; CIA da Arte, do Iguaçu; grupo Mulher na Luta pelo Direito na Comunidade, do Veneza II; Fazendo Artes, do Bom Jardim, e Arteiras de Ipatinga, do Canaã.

De acordo com Ana Maria Lindor, artesã há 35 anos, que participa do grupo Artes de Mulheres, “ter um espaço cativo para mostrar o trabalho é muito importante. Aqui diante da Prefeitura o artesanato sempre desperta muito interesse e assim temos como conquistar clientes e auferir um retorno melhor. No meu caso, é minha única fonte de renda”, conta.


Reserva Natural Vale mantém título de Posto Avançado de Reserva da Biosfera

A Reserva Natural Vale (RNV), área protegida de Mata Atlântica mantida pela Vale em Linhares, Norte do ES, recebeu, mais uma vez, o título de Posto Avançado de Reserva da Biosfera, reconhecimento concedido a áreas consideradas relevantes em termos de conservação da biodiversidade. Para receberem o título de Reserva de Biosfera da Mata Atlântica (RBMA), esses locais devem desenvolver e incentivar atividades com o objetivo de conservar a biodiversidade; fomentar e divulgar conhecimento tradicional e científico; e promover o desenvolvimento sustentável. Esta é a terceira vez que a Reserva Natural Vale mantém a qualificação, que deverá ser válida pelos próximos anos.

"O título é o reconhecimento das atividades da Reserva nas áreas de proteção da biodiversidade, de desenvolvimento sustentável e de promoção do conhecimento científico e tradicional. E a RNV foi homologada por essas três funções, o que nos alegra muito", celebra Márcio Santos Ferreira, supervisor da RNV.

A importância da Reserva Natural Vale para a conservação da Mata Atlântica também é representada pela sobreposição de diversos territórios demarcados: Patrimônio Mundial da Costa do Descobrimento - além do título de Reserva da Biosfera da Mata Atlântica, pela Unesco; Área Prioritária para a Conservação da Biodiversidade; Mosaico de Áreas Protegidas da Foz do Rio Doce; Corredor Central da Mata Atlântica e Corredor Sooretama-Goytacazes-Comboios, todos concedidos pelo Ministério do Meio Ambiente e aindaImportant Bird Area e Endemic Bird Area, pela BirdLife International.

Além da conservação da diversidade biológica, são desenvolvidas na RNV pesquisas científicas de importante repercussão para a sociedade e essenciais para o conhecimento e manejo da Floresta de Tabuleiro. Desde que foi adquirida pela Vale, nos anos 50, até o momento já foram catalogadas na Reserva mais de 3 mil espécies vegetais, mais de 1.500 morfoespécies de insetos e 102 espécies de mamíferos, além de 56 de anfíbios, 64 de répteis e 391 de aves. Nos últimos 30 anos, cerca de 100 novas espécies de plantas foram descritas com base nas pesquisas apoiadas pela RNV.

Com cerca de 23 mil hectares, a Reserva é aberta ao público todos os dias, das 8h30 às 16h, oferecendo caminhadas em trilhas ecológicas e um Centro de Exposições sobre a Mata Atlântica, além atividades diversas como dinâmicas e oficinas com foco em sustentabilidade. O local conta ainda com estrutura completa para a realização de visitas, eventos, treinamentos e cursos.

Proteção Ecossistêmica

Ao lado da Reserva Natural Vale está localizada a Reserva Biológica de Sooretama (Rebio Sooretama), com cerca de 24 mil hectares. A área é uma unidade de conservação federal, administrada pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), e que é protegida com o apoio da Vale, sobretudo no que diz respeito à proteção contra caça e incêndios florestais, principais crimes ambientais sofridos por essas áreas protegidas.

Como resultado das ações de proteção ecossistêmica da Vale realizadas tanto na RNV, quanto na Rebio Sooretama, somente no ano passado foram registradas 185 ocorrências entre caça, apreensão de equipamentos, caçadores, munição e armas de caça. Realizadas com o apoio da Polícia Militar Ambiental, as blitzen preventivas têm o intuito de reduzir ou neutralizar ações que geram impactos negativos à fauna e à flora das duas reservas, que constituem o maior remanescente de Mata Atlântica ao norte do Espírito Santo, com quase 50 mil hectares.

Reserva da Biosfera da Mata Atlântica (RBMA)

A Reserva da Biosfera da Mata Atlântica (RBMA) funciona como uma unidade autônoma em âmbito nacional, vinculada ao Programa MaB (Man and Biosphere) / UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura), do qual o Brasil é signatário, através da Comissão Brasileira do Programa Homem e Biosfera (COBRAMAB), coordenada pelo Ministério do Meio Ambiente.

A RBMA foi criada e reconhecida pela UNESCO em 1991, representando a primeira unidade da Rede Mundial de Reservas da Biosfera em território brasileiro. Desde sua criação, a RBMA passou por fases sucessivas de expansão, sendo atualmente a maior Reserva da Biosfera brasileira, entre as sete existentes, reunindo aproximadamente 35 milhões de hectares distribuídos em 15 dos 17 estados brasileiros abrangidos pelo bioma Mata Atlântica.

 

 

 

 

Quintão assina convênio para consultas e exames oftalmológicos gratuitos

Herdada de administrações anteriores, fila para atendimento na especialidade tem espera de até oito anos

Uma parceria da Prefeitura de Ipatinga com o Sindicato do Comércio do Vale do Aço (Sindcomércio) e o Serviço Social do Comércio em Minas Gerais (Sesc) permitirá que, a partir deste mês de agosto, aproximadamente 2.000 novos atendimentos na área da Saúde, nas especialidades de Oftalmologia e Odontologia, beneficiem centenas de usuários do sistema público de Saúde do município.

Na manhã desta quarta-feira,09, o prefeito Sebastião Quintão recebeu em seu gabinete a gerente das Unidades Móveis do Sesc em Minas Gerais, Meyre Ribeiro, e o presidente do Sindcomércio Vale do Aço, José Maria Facundes (FOTO), para assinatura do Termo de Convênio da unidade itinerante Med Sesc Oftalmologia. Desde a última segunda-feira,07, o consultório móvel foi estacionado em frente ao prédio da Prefeitura de Ipatinga, preparando-se para receber os pacientes.

Os atendimentos foram agendados pela Secretaria Municipal de Saúde para realização de diagnóstico precoce e controle de patologias e doenças ligadas à visão.

Já no dia 23 chega a Ipatinga a Unidade Móvel OdontoSesc, que oferecerá a cada paciente agendado cerca de 15 atendimentos na área de odontologia. A clínica itinerante possui quatro equipamentos odontológicos com cadeira, instrumental de exame clínico, Raio-X e sala de esterilização. Quatro dentistas trabalharão a prevenção a doenças da boca com a limpeza dental e aplicação de flúor, extração e tratamento de cárie.

 

Mais qualidade de vida

 

Em sua fala, o prefeito Sebastião Quintão ressaltou que “em um momento tão delicado como o atual, com uma situação de calamidade financeira e escassez de recursos na área da Saúde, é muito valioso ter parceiros com iniciativas que contribuam para a melhoria da qualidade de vida da população”.

“Esta ação conjunta com o Sindcomércio e Sesc” – ele acrescentou – “irá retirar da fila de espera muitos pacientes que já corriam o risco até mesmo de perder completamente a visão. Muitos deles aguardam desde 2009 por uma consulta e exame oftalmológico”. A demanda reprimida do município nesta especialidade é de milhares de usuários.

Para o presidente do Sindcomércio Vale do Aço, José Maria Facundes, a parceria com o poder público traz grandes benefícios para os moradores da cidade.

“O Sindicato sai na vanguarda no quesito social. Nosso objetivo é junto com o prefeito contribuir para que a população mais carente consiga acessar serviços de qualidade, de forma gratuita”, afirmou.

Há poucos dias, a dona de casa, Nair Batista, teve que pagar R$ 100 em uma consulta particular com oftalmologista. “Eu estou tendo muita dificuldade para enxergar. Na última consulta, o médico colocou o aparelho nos meus olhos e detectou que estou com catarata. Eu estava preocupada, mas depois que a Prefeitura me ligou para esse atendimento estou mais animada, com esperança de que consiga minha cirurgia sem ter que pagar”, explicou.

A moradora do bairro Bethânia, dona Janua Coeli Dias, foi outra paciente convocada para os atendimentos de Oftalmologia na unidade móvel, na manhã dessa quarta-feira (09).

“Quando comecei a usar meus óculos, minha visão melhorou muito. Mas, desde 2015 estou aguardando por uma nova consulta na rede pública. Hoje eu venho sentindo dor nos olhos, e coincidentemente o pessoal da Prefeitura me ligou e já estou aqui me preparando para a consulta médica. Lá na minha casa, meu marido tem glaucoma e trata a doença pelo Serviço de Atenção Médica (SAM) da Secretaria Municipal de Saúde. É muito caro um tratamento particular, chega a nove mil reais no caso do meu marido.

A gente tem que aproveitar quando o prefeito traz essas oportunidades boa pro povo, pra cidade”, comemorou.

Sobre os atendimentos e prevenção Os primeiros acolhimentos aos pacientes agendados começam hoje, quarta-feira (9), prosseguindo ainda na quinta (10) e na sexta-feira (11), no hall da Prefeitura. Das 7h30 às 11h e das 13h às 15h30, uma equipe de enfermeiros do Sesc realizou os atendimentos dos usuários com aferição de pressão arterial e teste de glicemia.

Aqueles que são considerados aptos seguem para consulta médica com oftalmologistas.

A Unidade Móvel Med Sesc Oftalmologia conta com um consultório provido de equipamentos para a realização das consultas e exames, além de sala para estoque de materiais.

Além de correção de grau, os exames oftalmológicos são para diagnóstico de glaucoma e catarata. Por dia, serão realizados 40 exames. A equipe especializada da Unidade Móvel é constituída de dois médicos oftalmologistas e dois enfermeiros.



Página 33 de 39