Folha do Comércio

Você está aqui: Vale do Aço

Preparados para o mercado

- Instituto do Inox forma mais uma turma de Operador Siderúrgico -

A noite da última terça-feira (31) foi marcada pela tríplice comemoração promovida no teatro da Fundação – 73 anos da Aperam South America, 23 anos do Centro Cultural da Fundação Aperam Acesita e 20 anos do Instituto do Inox, que acaba de formar mais duas turma de operadores siderúrgicos.

O curso, iniciado em julho deste ano, contou com a participação de 52 alunos, “um grupo que aceitou o desafio de investir no autodesenvolvimento e no crescimento profissional proposto pelo Instituto do Inox”, segundo observou o coordenador de projetos da Fundação, Fabiano Araújo.

Alciene Silva Soares Gonçalves (29), uma das formandas, disse que o curso veio acrescentar para ela novos conhecimentos, além de incrementar seu currículo, onde já constam formação em química e em metalurgia. “A cada curso que concluo vou ampliando minhas possibilidades de atuar em mais áreas. Entendo que o mercado requer profissionais mais qualificados e com conhecimentos em setores diversos. Por isso, é que vou me dedicando aos estudos”, disse a formanda.

O curso de Operador Siderúrgico foi implantado em 2014 para atender a necessidade do mercado que a tinha demanda por profissionais qualificados e não encontrava pessoas preparadas para operar processos e equipamentos siderúrgicos.

Pesquisas e análises de mercado nortearam o desenvolvimento do projeto com foco na Qualificação de Operadores Siderúrgicos. Tanto o diagnóstico quanto o projeto foram realizados pela Aperam South America, em parceria com a Gerência de Desenvolvimento de Recursos Humanos, Fundação Aperam Acesita e o Instituto do Inox.

Segundo observa o presidente da Fundação Aperam Acesita, Venilson Vitorino, a promoção e apoio a ações que visem à aprendizagem, a qualificação e o treinamento profissional é um dos principais compromissos que a Fundação mantém com a comunidade. Com destaque para as pessoas que buscam um espaço no mercado de trabalho. “O mercado tem buscado pessoas que se destacam e sejam protagonistas de suas respectivas carreiras. Por isso, vimos focando na formação de pessoas para enfrentar um mercado desafiador. Queremos ver nossos formandos fazendo a diferença no mercado de trabalho, se destacando entre os melhores.”

Participaram da cerimônia o Gerente de Desenvolvimento de Recursos Humanos, Paulo Henrique Muniz Raso, o coordenador de RH da Promover – Recursos Humanos, Silas da Silva e o gerente da área do Recozimento Inicial de aço inox da Aperam South America Árysson Penna de Alcântara.

Contação de Histórias na Biblioteca de Ideias Ação Educativa promove visitas teatralizadas ao espaço literário nos próximos dias 8 e 9

IPATINGA – Nas próximas quarta (8) e quinta-feira (9), a storyteller e contadora de histórias, Raquel Vieira, leva sua personagem Flora Manga de volta à Biblioteca Central de Ideias do Centro Cultural Usiminas para acompanhar leitores pelo acervo em uma visita diferente, teatralizada.

Contando histórias clássicas, adaptadas para essa ação, Flora Manga apresentará a Biblioteca à plateia de forma lúdica e interativa.

O tour entre os livros, pelo universo da literatura, integra o programa educativo do Instituto Cultural Usiminas criado com o propósito de estimular o hábito da leitura e a imaginação da comunidade em geral.

“A Contação de Histórias na Biblioteca..é uma oportunidade única de a população receber uma biblioteca como um patrimônio pessoal para toda a família e também reconhecer o poder da tradição oral para fortalecer os vínculos entre pais e filhos. É nisso que eu acredito”, comenta Raquel Vieira.

A Ação Educativa de Contação de Histórias é patrocinada pela Usiminas e Massas Vilma, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

ACERVO

O acervo da Biblioteca Central de Ideias é composto por aproximadamente nove mil títulos sobre arte, literatura, parapsicologia, história, administração, best selleres, dentre outros.

Os livros são disponibilizados gratuitamente para os seus associados, que chegam a 13 mil pessoas. A Biblioteca também disponibiliza acesso gratuito à internet.

SERVIÇO

No dia 8, as visitas guiadas com Contação de Histórias serão realizadas na Biblioteca de Ideias do Centro Cultural Usiminas às 9h, 14h e 19h. No dia 9, o evento será promovido às 9 e às 14h.

Todas as sessões têm classificação livre e são dedicadas exclusivamente às escolas, exceto a apresentação das 19h, que será aberta ao público em geral.

Interessados em participar das visitas devem fazer seu agendamento na Ação Educativa, pelo telefone 31 3824.3731. Entrada franca.

 

NOVA DIRETORIA PARA O COMITÊ

O Comitê de Bacia Hidrográfica do Rio Doce - CBH Doce renovou seus membros  e  elegeu nova  diretoria para o mandato 2017/2021. A Chapa Revitalização do CBH Doce, vencedora da  eleição, foi  formada através da escolha livre e consensual dos diversos setores que compõem a Bacia com base na participação, interesse e conhecimento sobre gestão de recursos hídricos. Seus componentes representam comitês de bacias afluentes de Minas Gerais e Espírito Santo. A chapa  vencedora é  composta pelos  seguintes  membros:

Presidente: Luciane Teixeira Martins

Instituição: Associação dos Municípios da Microrregião do Médio Rio Doce - ARDOCE

Seguimento: Sociedade Civil / MG

1º Vice-presidente: Flamínio Guerra Guimarães

Instituição: Prefeitura Municipal de Nova Era

Segmento: Poder Público / MG

2º Vice-presidente: Dolores Fátima Colle

Instituição Prefeitura Municipal de Sooretama

Segmento: Poder Público / ES

Secretário: João Lages Neto

Instituição: FIBRIA

Segmento: Usuários / ES

Secretário – adjunto: Hernani Ciro Santana

Instituição: Fundação Percival Farquhar - UNIVALE

Segmento: Sociedade Civil / MG

2º Secretário-adjunto: Rander Abrão Tostes

Instituição: Cemig Geração e Transmissão S. A.

Segmento: Usuários / MG

A chapa propôs realizar com o apoio dos demais membros do comitê uma mudança significativa na gestão do comitê, para que dessa forma sua gestão poder contribuir para a evolução e melhoria do sistema de gerenciamento dos recursos hídricos da bacia e tornando-o merecedor do respeito e reconhecimento dos demais órgãos, entidades e comitês que compõem o sistema nacional de recursos hídricos.

Os principais objetivos para o mandato propostos pela Chapa Revitalização do CBH Doce foram:

- Promover a transparência, eficiência e eficácia na aplicação dos recursos oriundos da cobrança pelo uso da água na bacia.

- Promover o fortalecimento e o reconhecimento social do CBH Doce através de ações de Inclusão, Comunicação e Mobilização;

- Implementar com responsabilidade e parcimônia as ações previstas no Plano de Aplicação Plurianual aprovado pelo Comitê, de forma a promover a melhoria da qualidade e quantidade de água na bacia.

- Aprimorar os instrumentos de gestão implantados na bacia com foco na situação atual de escassez hídrica e de degradação ambiental da bacia.

Para a realização  desses compromissos, serão realizadas as seguintes principais  ações durante o mandato da diretoria eleita:

- Implementação e acompanhamento das ações previstas no Plano de Aplicação Plurianual - PAP;

- Capacitação e fortalecimento dos membros do comitê e das suas Câmaras Técnicas;

- Articulação com os demais Comitês afluentes da bacia do Doce para desenvolvimento de ações conjuntas em prol da recuperação e melhoria da qualidade ambiental da bacia;

- Aprimoramento dos mecanismos de Cobrança pelo Uso da Água e atualização do Cadastro de Usuários da Bacia;

- Atualização do Plano Integrado de Recursos Hídricos da Bacia do Rio Doce/PIRH, com foco em ações objetivas e exequíveis considerando a mudança de cenário provocada pelo rompimento da barragem de rejeitos da Samarco;

- Elaboração do Plano de Emergência para o Gerenciamento da Escassez Hídrica da Bacia;

- Definição e fortalecimento dos fluxos de decisão do CBH Doce;

- Aprimoramento dos processos de acompanhamento do Contrato de Gestão;

- Incentivar um maior alinhamento entre os diversos representantes  indicados pelo CBH DOCE para representá-lo nos diversos conselhos,  comitês e fóruns.

Contação de Histórias gratuita na Biblioteca Central de Ideias

- Aberto o agendamento para encontro regado a poesias e contos da literatura clássica infantil -

Já está aberto o agendamento para a Contação de Histórias na Biblioteca Central de Ideias para Famílias do mês de novembro, a última edição deste ano. Nesta quarta-feira,08,, às 19h, a atriz Raquel Vieira vai levar os participantes a um mergulho no mundo de poesias e contos da literatura infantil clássica. A entrada é gratuita, mediante agendamento pelo telefone: (31) 3824-3731.

A Contação de História é uma visita interativa e muito divertida a Biblioteca Central de Ideias, localizada no Centro Cultural Usiminas. O momento lúdico conduzido pela personagem Flora Manga, interpretada pela atriz Raquel Vieira, vai proporcionar aos participantes uma hora de aprendizado sobre o universo da literatura.

Neste encontro, Raquel Vieira vai apresentar aos participantes poesias de Cecília Meireles, dar dicas de livros e contar uma história inspirada no conto dos irmãos Grimm: “A Mesa Mágica, o asno que cuspia outo e o porrete dentro do saco”. “A Contação de Histórias na Biblioteca é uma oportunidade única de a população receber uma biblioteca como um patrimônio pessoal para toda a família e também reconhecer o poder da tradição oral para fortalecer os vínculos entre pais e filhos”, afirma Raquel Vieira.

Localizada no Centro Cultural Usiminas, a biblioteca disponibiliza gratuitamente para a comunidade um acervo com mais de 9 mil livros, sala de estudos e  acesso à internet. A diretora do Instituto Cultural Usiminas, Penélope Portugal, salienta que a biblioteca tem sido uma referência de acesso à literatura na região e a Contação de Histórias ajuda a atrair ainda mais pessoas ao universo da leitora. “De forma interativa e lúdica, apresentamos nosso acervo aos participantes e reforçamos que este espaço é para a comunidade. Convidamos a população a prestigiar a última edição da Contação de Histórias para Famílias deste ano”, frisa a diretora.

A Contação de Histórias na Biblioteca Central de Ideias integra programação da Ação Educativa, realizada pelo Instituto Cultural Usiminas por meio do projeto “Plano Anual Instituto Usicultura 2017” (Pronac 164275), que tem o patrocínio da Usiminas e Massas Vilma por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

CSFX implanta Programa Bilíngue

- Novidade possibilitará aos alunos serem alfabetizados em duas línguas distintas -

O Colégio São Francisco Xavier (CSFX), unidade educacional da Fundação São Francisco Xavier, acaba de lançar seu Programa Bilíngue, fruto da parceria entre a instituição e a International School. Agora, os alunos da Educação Infantil e do 1º ano do Ensino Fundamental I serão educados em duas línguas (português e inglês), ao mesmo tempo em que aprendem disciplinas do ciclo básico.

Esta metodologia será aplicada a partir de 2018, em um projeto piloto. A carga horária de língua estrangeria passará de duas para cinco aulas por semana e a perspectiva é de que, sendo bem sucedido, o projeto seja expandido, de forma gradativa, para todo Ensino Fundamental, nos próximos anos. “Inserir os alunos no universo de um segundo idioma, envolvendo-os ao máximo na cultura da língua estrangeira, tem se tornado mais palpável na educação contemporânea. Se antes isso era visto apenas como um diferencial, hoje, cada vez mais, passa a ser essencial”, destaca a superintendente Solange Liége dos Santos Prado”.

Com o Bilingual Program, os alunos também serão preparados para os exames de proficiência na Língua Inglesa da Universidade de Cambridge, o que abrirá futuramente muitas portas, tendo em vista que estes exames são reconhecidos internacionalmente.

Incluso na matriz curricular, “o Bilingual Program é um programa diferenciado para o ensino da Língua Inglesa, que visa proporcionar aos nossos alunos o desenvolvimento das competências essenciais para o século XXI. O programa traz uma proposta pedagógica que proporciona ao aluno um aprendizado significativo e estimulante, vivenciado de forma lúdica e dinâmica, e auxilia no desenvolvimento de competências, habilidades, atitudes e valores”, pontua a Superintendente.

Para lançamento, o CSFX reuniu, no mês de setembro, pais e profissionais para assistir uma palestra ministrada pela International School, no intuito de apresentar o projeto e esclarecer dúvidas. Na oportunidade, os responsáveis puderam conhecer melhor como vai ser a rotina dos filhos a partir de 2018.

O projeto

Hoje, a International School atende mais de 90 instituições de ensino em mais de 20 estados brasileiros. Para o ensino do segundo idioma, o programa usa como referência o modelo da União Europeia, reforçado pelos quatro pilares da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO): Aprender a Conhecer, Aprender a Fazer, Aprender a Conviver e Aprender a Ser. A proposta também segue as diretrizes do Content and Language Integrated Learning (CLIL), que significa aprendizagem de conteúdo e cognição e aprendizagem de linguagem e cultura.

O programa proporciona uma imersão que vai além da sala de aula, aplicado de forma a tornar a segunda língua parte natural da vida do aluno.  A abordagem metodológica favorece a interdisciplinaridade, ou seja, a troca de conhecimentos entre as disciplinas.

Receptividade

Os pais se mostraram abertos à ideia e bastante satisfeitos com a iniciativa do CSFX. Um dos exemplos é o do pai Herick Morais Nogueira. “O programa acompanha as necessidades de educação e com certeza vai abrir portas para os estudantes no futuro”, ressalta.

Mãe de alunos, Fabrízia de Araújo Soares, compartilha da opinião. “O idioma [inglês] faz parte do dia a dia, nos desenhos e nas brincadeiras. Agora, o Colégio também propicia à criança o acesso ao aprendizado formal da língua. Pensar que a escola está nos apoiando na formação dos nossos filhos é o que nos faz querer mantê-los aqui”, finaliza.

Gestores da FSFX visitam Instituto Humanitas na Itália

A convite do presidente do grupo Ternium/Techint no Brasil, Paolo Bassetti, os superintendentes Mauro Oscar de Souza Lima e Adriana Leite Quintela da Fundação São Francisco Xavier estiveram na Itálila para conhecer o Humanitas Hospital, expoente europeu em saúde e pesquisa.

Localizado nas cidades de Milão e Bérgamo, o grupo possui um hospital geral com um perfil semelhante ao Hospital Márcio Cunha: multiespecialidade, alta complexidade e que atende sistema público e privado. A visita foi uma oportunidade de conhecer as práticas e estabelecer um acordo de cooperação técnica entre a Humanitas e a Fundação.

“Além de confirmar o padrão assistencial e de gestão lá praticados, este encontro nos proporcionou diversas oportunidades e insights que aplicaremos aqui imediatamente”, ressalta o superintendente do Mauro Oscar. No velho continente, o superintendente foi acolhido por Dr. Gian Luca Mondovi e pelo CEO do grupo Humanitas, Ivan Colombo. “Na ocasião, também apresentamos a eles a estrutura e história da FSFX, compartilhando semelhanças e diferenças entre os sistemas de saúde italiano e brasileiro”, explica.

Segundo a superintendente de Gestão, Adriana Leite, está dentro do planejamento estratégico da FSFX a diretriz de estabelecer convênio com hospitais internacionais de classe mundial. “O Instituto, além da proximidade entre os dois países, possui tantas similaridades conosco que nos sentimos confortáveis em estabelecer essa parceria que será uma linha direta com o primeiro mundo”, declara.

Conforme as projeções, para ela, uma parceria entre as duas instituições pode se tornar uma realidade em breve, com foco, inicialmente, nas áreas de cardiologia e oncologia. “Nosso objetivo é firmar uma parceria tanto nas áreas assistenciais quanto nas de ensino e pesquisa”, conclui.

O Grupo Techint e a Humanitas

Na Itália, o Grupo Techint atua no setor de cuidado à saúde por meio do Instituto Clínico Humanitas e o grupo Humanitas que promove, implementa e gerencia iniciativas de cuidado à saúde, pesquisa e ensino. O Grupo inclui o hospital voltado a pesquisa e ensino - Instituto Clínico Humanitas (ICH), perto de Milão, construído pela Techint, e uma série de hospitais particulares em Milão, Bérgamo, Turim, Catânia e Castellanza (Varese). Em 2014, a Humanitas fundou uma universidade médica internacional integrada com o hospital próximo à Milão com métodos didáticos inovadores.

 

FIEMG Regional Rio Doce recebe

Amanhã, 7 de novembro, a FIEMG Regional Rio Doce recebe o seminário "O Poder do E-commerce: Seminário de Marketing, Vendas e Inovação". O palestrante será Shirleyson Kaiser, CEO do Grupo Kaiser. O evento gratuito é uma realização da FIEMG em parceria com a Kapsula, empresa do Grupo Kaiser, Correios, SICOOB AC Credi e Nostro Coworking. As inscrições para o seminário devem ser realizadas no Sympla e a apresentação terá início às 18h45.

No seminário, Shirleyson apresentará o case da Kapsula Produtos Naturais, uma das empresas do Grupo Kaiser. Criada em 2016, a empresa é sediada em Governador Valadares e conta com um laboratório no Espírito Santo que produz cerca de 200 mil potes nutracêuticos por mês. Ao todo, a Kapsula possui 300 patentes de fórmulas regularizadas pela Anvisa e que são a base para produtos como emagrecedores, estimulantes sexuais e vitaminas. No Leste Mineiro, funciona toda a estrutura de logística e call center da operação que conta com uma equipe de 90 pessoas. "O objetivo da empresa é ser uma facilitadora para qualquer empreendedor que busque comercializar produtos físicos na internet. Muito mais do que um produto, o grande segredo é oferecer um modelo de negócio pronto ao empreendedor digital", ressalta Kaiser.

CEO DO GRUPO KAISER APRESENTA SEMINÁRIO GRATUITO EM VALADARES

Marketing, vendas e inovação são os temas que serão discutidos na FIEMG Regional Rio Doce no dia 7 de novembro; as inscrições são gratuitas pelo Sympla

Despertar o empreendedorismo com foco nos novos modelos de negócios a partir da apresentação de um case de sucesso. Essa é a proposta do “O Poder do E-commerce: Seminário de Marketing, Vendas e Inovação” que será realizado na terça-feira, 7 de novembro, na FIEMG Regional Rio Doce, em Governador Valadares, com Shirleyson Kaiser, CEO do Grupo Kaiser. O evento é uma realização da FIEMG em parceria com a Kapsula, empresa do Grupo Kaiser, Correios, SICOOB AC Credi e Nostro Coworking. As inscrições para o seminário são gratuitas e devem ser realizadas no Sympla. A apresentação terá início às 18h45.

No seminário, Shirleyson apresentará o case da Kapsula Produtos Naturais, uma das empresas do Grupo Kaiser. Criada em 2016, a empresa é sediada em Governador Valadares e conta com um laboratório no Espírito Santo que produz cerca de 200 mil potes nutracêuticos por mês. Ao todo, a Kapsula possui 300 patentes de fórmulas regularizadas pela Anvisa e que são a base para produtos como emagrecedores, estimulantes sexuais e vitaminas. No Leste Mineiro, funciona toda a estrutura de logística e call center da operação que conta com uma equipe de 90 pessoas. “O objetivo da empresa é ser uma facilitadora para qualquer empreendedor que busque comercializar produtos físicos na internet. Muito mais do que um produto, o grande segredo é oferecer um modelo de negócio pronto ao empreendedor digital”, ressalta Kaiser.

A empresa oferece consultoria completa aos seus clientes que vai desde a pesquisa de mercado, definição de marca e design da embalagem, passando pelo apoio jurídico, fabricação, apoio na comercialização dos produtos e suporte de atendimento ao consumidor final, perfazendo o processo de produção de ponta a ponta como uma espécie de franquia. Atualmente, a Kapsula possui mais de 50 clientes diretos que somam mais de um milhão de consumidores finais que compram e recompram seus produtos. 100% dos produtos produzidos pela empresa são vendidos na internet. Este ano, a estimativa de faturamento da empresa é de R$ 50 milhões.

O próximo passo do Grupo Kaiser é a internacionalização da marca com a abertura de uma filial da Kapsula na Flórida, nos Estados Unidos. O projeto de expansão prevê a inauguração da filial até o final deste ano. O projeto terá um investimento de US$ 150 mil e a empresa estima um faturamento de US$ 30 milhões no primeiro ano de operação da filial internacional.

O empreendedor afirma que o investimento no exterior foi um movimento natural após a consolidação do grupo no mercado brasileiro. O empresário ressalta que, além de ser o maior mercado do mundo, os Estados Unidos têm um público “educado para comprar na internet”. “No Brasil os empreendedores digitais vendem nutracêuticos no varejo, como um e-commerce mesmo. Na operação norte-americana, a nossa aposta é na venda de assinatura, que é um modelo de venda recorrente por lá e muito disseminado nos Estados Unidos. O nosso investimento inclui a produção em parceria com o um laboratório local e distribuição para os empreendedores digitais locais”, conclui Shirleyson.

Alunos da EJA expõem trabalhos no hall da PMI

Nesta segunda-feira (6), alunos da modalidade de ensino EJA (Educação de Jovens e Adultos) de nove escolas municipais começaram a expor seus trabalhos no hall da Prefeitura de Ipatinga.

A exposição, que pode ser acompanhada de 8h às 16h, até sexta-feira (10), faz parte do projeto ‘Autoestima e Motivação:

Despertando para o Mundo do Trabalho e Cidadania’, que foi trabalhado durante meses nas escolas.

Lucimar Quintão de Assis Martins, coordenadora da EJA na Escola Municipal Levindo Mariano, no bairro Bom Jardim, explica a origem do projeto: “Nós assistimos a um filme muito interessante, com foco nas superações de pessoas e as descobertas de novos caminhos e novas habilidades. Foi daí que surgiu a ideia de dessas oficinas com os alunos. Eles próprios trouxeram o que eles sabiam fazer para compartilhar com os demais. Na intenção de valorizar ainda mais este trabalho, estamos dando visibilidade num espaço público”.

Celi Gomes de Moraes, aluna da terceira etapa da EJA na Escola Municipal Levindo Mariano, comenta: “Estou adorando esta oportunidade de apresentar o meu trabalho e dos meus colegas.

Aqui, hoje, nós temos vasos de flor com garrafa pet e maletinhas elaboradas com potes de sorvete. O projeto me acrescentou muito.

Aprendi com os colegas e também mostrei o que eu sabia fazer. No caso da maleta, por exemplo, eu peguei uma amostra e nós fizemos juntos. Foi motivante”.

Sandra Anacleto Silva, responsável da EJA na Escola Municipal Artur Bernardes, no bairro Canaã, também comentou: “A exposição demonstra quantas habilidades artísticas existem entre as pessoas e que só precisam ser despertadas. Num certo ambiente, sempre há alguém mais desenvolvido em determinada área e, estando ele aberto a contribuir com os colegas, o efeito multiplicador é fabuloso.

Nesse contexto, os alunos que têm maior habilidade artística ajudaram outros a desenvolverem seus próprios trabalhos. Um aluno fez o papel de monitor e foi assim que foram confeccionados diversos objetos com material reciclável. Um exemplo são as guirlandas feitas com aproveitamento de papel Chamex que sobra ou até mesmo estraga na escola. São lindos trabalhos e muitos que estão expostos já são vendidos por seus artistas, como o chinelo com miçangas”, detalhou.

A Educação de Jovens e Adultos (EJA) atende mais de mil alunos em Ipatinga. As aulas acontecem de segunda a sexta-feira, nas escolas municipais Altina Olívia Gonçalves (Iguaçu), Artur Bernardes (Canaã), Gercy Benevenuto (Taúbas), João Reis de Souza (Limoeiro), Levindo Mariano (Bom Jardim), Márcio Andrade Guerra (Veneza II), Mário Casassanta (Zona Rural, Ipaneminha), Prof.ª Maria da Conceição Pena Rocha (Esperança) e Zélia Duarte Passos (Bethânia).

Página 9 de 34